Geral

Morre aos 60 anos homem que descobriu Cicciolina

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 10 de dezembro (Folhapress) - O produtor de cinema erótico Riccardo Schicchi, descobridor de estrelas pornô como Cicciolina, Moana Pozzi e Rocco Siffredi, morreu aos 60 anos ontem por causa de uma complicação da diabetes em um hospital de Roma. A informação foi confirmada por sua ex-mulher, a atriz húngara Eva Engher. Schicchi, que nasceu na Sicília em 1952, começou sua carreira como fotógrafo viajando para várias partes do mundo, inclusive a zonas de guerra. No entanto, seu encontro com a atriz pornô húngara Ilona Staller, que depois ficou conhecida como Cicciolina, o fez mudar de carreira para se dedicar ao mundo do cinema. Com a artista húngara fundou em 1983 a agência "Diva Futura", dedicada a lançar à fama modelos e atrizes no universo erótico como Moana Pozzi e Jessica Rizzo. O produtor também apoiou a entrada de Cicciolina no Parlamento em 1987, como deputada do Partido Radical, e depois decidiu continuar com a aventura política criando o chamado Partido do Amor, com quatro atrizes pornô como candidatas -sem êxito. "Foi como um pai para mim. Devo tudo a ele. Para a Itália e o mundo da pornografia é um grave luto", disse Rocco Siffredi após saber da morte do homem que o lançou à fama quando tinha 20 anos. O empresário foi condenado em primeira instância em 2006 a seis anos de reclusão por associação criminosa e instigação à prostituição e em 2008 foi detido e liberado pouco depois após ser condenado a uma multa de 800 euros pelos mesmos delitos.  

continua após publicidade