Geral

Violência-SP 2 - (Atualizada)

Da Redação ·

Ônibus queimado pode ser represália à morte de adolescente Por Giba Bergamin Jr. SÃO PAULO, SP, 9 de dezembro (Folhapress) - Dois ônibus foram queimados na zona norte de São Paulo entre a madrugada e a manhã de hoje. Em um dos casos, duas pessoas morreram. A Polícia Civil já identificou três suspeitos de envolvimento nesse crime, ocorrido no Jardim Brasil. O veículo, que pertence à viação Sambaíba e, de acordo com a SPTrans, fazia o trajeto da linha 2182 (Jardim Brasil-praça do Correio), foi incendiado por volta das 2h30, na praça Erotides de Campos com a rua Basílio Alves Morango. Duas pessoas morreram carbonizadas. Outro veículo da mesma viação foi incendiado na rua Capitão Alcoock por volta das 11h. Os suspeitos, cujas identidades não foram reveladas, teriam sinais de queimaduras pelo corpo e foram levados a hospitais. O delegado-geral, Luiz Maurício Blazeck, empossado há cerca de um mês, está reunido nesta tarde no 73º DP (Jaçanã) com integrantes da delegacia e policiais DHPP (Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa) e do GOE (Grupo de Operações Especiais), para esclarecer detalhes das causas do incêndio. A reportagem apurou que por volta da 1h30 policiais militares balearem dois jovens identificados apenas como Michael, 17 e Walterlei, 18. O adolescente morreu. Segundo os policiais, eles estariam armados e trocaram tiros com os PMs, que estavam numa viatura e os abordaram na rua Basílio Alves Morango, na altura da rua Capitão Alcook. Cerca de uma hora depois, um grupo ordenou que o ônibus da viação Sambaíba parasse, ordenando que todos descessem. O motorista e o cobrador pediram para que todos descessem. Dois passageiros porém -um deles dormindo- ficaram no ônibus e foram atingidos pelas chamas. Eles morreram carbonizados no local. Os nomes ainda não foram confirmados. Policiais suspeitam que a ação tenha sido uma represália à ação dos PMs que resultou na morte do adolescente. Outro veículo Por volta das 11h, outro grupo ateou fogo em outro ônibus da viação Sambaíba na rua Capítão Alcook. O veículo estava parado sem passageiros porque o motorista e o cobrador estavam almoçando. Policiais da Força Tática foram acionados. Por volta das 15h50, um jovem de 17 anos chegou algemado no 73º DP com os dois braços, pernas e as costas queimadas. Ele é considerado suspeito pela policia, mas negou envolvimento no crime. Ele disse que tentou ajudar as pessoas a saírem de dentro do veículo. Policiais militares da Força Tática e da Rocam circulam pela região dos atentados.  

continua após publicidade