Geral

Policial é preso após atear fogo em jovem

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 8 de dezembro (Folhapress) - Um policial militar foi preso em flagrante pelos próprios colegas após ter ateado fogo em um rapaz na madrugada de hoje no bairro Americanópolis, na zona sul de São Paulo.

O crime aconteceu após dois rapazes, que estavam em uma moto, terem ficado sem gasolina. Eles pararam a moto e pediram ajuda a um casal, que se dispôs a buscar o combustível. Logo depois, quatro policiais abordaram os dois. Após checarem o histórico dos rapazes, eles descobriram que ambos tinham passagem pela polícia.

O policial Maurício Penny Ribeiro, 33, sugeriu que eles estivessem armados. Quando o casal voltou com o combustível, o policial, que estava discutindo com os rapazes, pegou o recipiente e derramou o combustível em cima dos dois.

Uoshington Ramalho da Silva, 19, começou a pegar fogo na calçada. Willian Gonçalves da Silva, 22, conseguiu sair correndo e não se feriu. Diante da cena, os outros três policiais prenderam o colega em flagrante.

Ele responderá por tortura e tentativa de homicídio

De acordo com a Secretaria da Saúde, Uoshington teve de 50 a 60% do corpo queimado. Ele está internado no hospital Saboya, sem previsão de alta.

Em nota, a Polícia Militar afirma que todas as ações visando a apuração do fato foram adotadas pela instituição. Também destaca que "não compactua com atos ilegais e apura com rigor desvios de conduta e crimes eventualmente cometidos por seus integrantes".
 

continua após publicidade