Geral

Pedi para ele não sair de casa, diz mãe de baleado

Da Redação ·

RIBEIRÃO PRETO, SP, 8 de dezembro (Folhapress) - A mãe do jovem de 18 anos baleado na madrugada de hoje no Jardim Jandaia, zona norte de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo), disse à reportagem que pediu para o filho não sair de casa depois da onda de violência iniciada anteontem. Na quinta, Maxwell William Domingos, 22, morreu baleado -ele tem passagens na polícia por tráfico, roubo e furto. A mãe do jovem ferido hoje conta que conhecia Domingos desde pequeno. De acordo com a mulher, que não quis ter o nome divulgado, o filho chegou do trabalho, tomou banho e disse que iria passear à noite com amigos. Ela lembra que pediu para ele ficar em casa porque o bairro estava violento nos últimos dias. O rapaz, porém, disse que nada aconteceria e deixou a casa por volta das 2h. A mãe contou que, 20 minutos depois, ela tomou um ônibus e recebeu uma ligação informando que o jovem havia sido baleado na rua Antônio Junqueira da Veiga, perto de onde Domingos fora morto dois dias antes. O filho disse à ela, ainda no hospital, que estava parado ao lado de um poste enquanto esperava os amigos que passariam para dar carona, no momento em que dois homens em uma moto escoltados por um carro passaram por ele. Um homem desceu do veículo e atirou, acertado o rapaz nas costas. O jovem de 18 anos foi encaminhado à UBDS (Unidade Básica Distrital de Saúde) do Quintino Facci e passaria por cirurgia ainda hoje na Beneficência Portuguesa.  

continua após publicidade