Geral

Presidente volta à Venezuela após tratamento contra câncer em Cuba

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 7 de dezembro (Folhapress) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, voltou na madrugada de hoje a Caracas após nove dias em Cuba para mais uma série de tratamentos para combater um câncer na região pélvica, o qual enfrenta desde junho de 2011. Devido ao tratamento, ele cancelou a vinda à cúpula do Mercosul, que acontece nesta sexta em Brasília. Esta é a primeira reunião do bloco desde que a Venezuela foi incorporada como membro pleno, em junho. O mandatário chegou ao aeroporto da cidade às 2h30 locais (5h em Brasília), acompanhado de suas filhas, e foi recebido por ministros. Ele disse estar feliz por voltar ao país e lembrou a vitória na eleição presidencial, que completa dois meses nesta sexta. "Estou feliz por voltar ao país de novo, feliz e entusiasmado. E então, onde vai ser a festa?", brincou o presidente. Chávez ainda comentou que leu os informes sobre a situação do governo e a campanha eleitoral regional durante o tratamento. Ele disse que se encontrou com o líder cubano Fidel Castro, com quem diz ter tido uma conversa sobre poesia. Durante os nove dias, o presidente fez um tratamento de oxigenação hiperbárica, com várias sessões de respiração de oxigênio puro em câmaras pressurizadas. A oxigenação hiperbárica não é um tratamento oncológico, mas pode ser indicada a pacientes que passaram por radioterapia, como o venezuelano. A maior oxigenação acelera processos de cicatrização de lesões e ajuda no tratamento de infecções de difícil controle. Câncer Chávez, 58, voltou à ilha seis meses depois de sua última sessão de radioterapia realizada em Cuba. A viagem foi autorizada pela Assembleia Nacional da Venezuela, que liberou cinco dias ao presidente, como em outras ocasiões desde o início do ano. Em junho do ano passado, o presidente foi operado duas vezes na capital cubana após ser detectado um tumor em sua zona pélvica, cuja gravidade e localização exatas não foram divulgadas. Nos meses seguintes, Chávez voltou a Cuba em numerosas ocasiões para receber sessões de quimioterapia. Em fevereiro, foi submetido a uma terceira cirurgia, também em Havana, e posteriormente passou por sessões de radioterapia durante várias semanas. Nos últimos meses, o presidente declarou diversas vezes que estava recuperado do câncer e estava bem de saúde. A última viagem de Chávez a Cuba ocorreu em um momento em que ele vem diminuindo sua exposição pública para o mínimo possível, o que levanta dúvidas sobre seu real estado de saúde.  

continua após publicidade