Geral

Dois líderes de rebelião em Apucarana são transferidos para Londrina

Da Redação ·
Dois líderes de rebelião em Apucarana são transferidos para Londrina
fonte: Sérgio Rodrigo/Tribuna do Norte
Dois líderes de rebelião em Apucarana são transferidos para Londrina

Dois detentos apontados pela polícia como supostos líderes da rebelião ocorrida no minipresídio de Apucarana na tarde/noite de segunda-feira (26) foram tranferidos hoje à tarde para uma unidade prisional em Londrina. Tiago de Souza, o "Foca", de 24 anos, e Daniel Henrique Soares, o "Fusquinha", de 22 anos, foram levados para a Casa de Custódia de Lodrina (CCL). Ambos acabaram presos por tráfico de drogas e ainda não foram julgados. "Acreditamos que com mais algumas tranferências a disciplina seja reestabelecidas no minipresídio", afirmou o delegado chefe da 17ª SDP, Valdir Abrahão da Silva.

continua após publicidade


Mais de 250 presos da unidade carcerária fizeram uma rebelião na segunda-feira que durou cerca de quatro horas. Eles renderam o investigador Laércio Primon, que trabalha como, carcereiro, após saírem para um banho de sol, e o mantiveram como refém durante o motim. Os detentos exigiam a transferência de presos, para diminuir a superlotação, melhorias sanitárias e na alimentação.

continua após publicidade
confira também

Durante a rebelião os presos queimaram colchões e quebraram algumas grades e cadeados. O local foi cercado por policiais e guardas municipais. Representantes do Judiciário, Ministério Público, Polícia Civil, Direitos Humanos e Pastoral carcerária foram chamados para negociação.

Por volta das 20h, após a juíza responsável pela área criminal da região se comprometer em transferir alguns detentos, os presos libertaram o carcereiro.

Segundo a polícia, os danos causados pela rebelião foram de pequena monta e não comprometeram a permanência dos detentos no local.

Leia mais na edição de quarta-feira (28) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná