Geral

Mau cheiro gera investigação do IAP

Da Redação ·
Mau cheiro gera investigação do IAP
fonte: Delair Ga5rcia
Mau cheiro gera investigação do IAP

O superaquecimento de um reator na indústria Nortox S.A, localizada no Distrito de Aricanduva, em Arapongas, provocou o lançamento de gases que causaram mau cheiro desde as primeiras horas da manhã de ontem até o início da tarde em Apucarana, deixando muitos moradores apreensivos. O problema resultou em denúncia no Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que encaminhou um técnico à empresa. A Nortox fabrica inseticidas e defensivos agrícolas.

Apesar do desconforto provocado nos moradores de Apucarana, o IAP informou, após inspecionar a área da empresa, que não foi constatado derramamento de produtos químicos e que o problema foi causado por um reator da empresa que alterou o fluxo de água oxigenada usada para filtrar os gases emitidos pelo equipamento.

“Essa falha no processo de filtragem gerou o aquecimento do equipamento e a emissão de gases mal cheirosos, chamados de mercaptanas. Esses gases não são tóxicos e nem prejudiciais à saúde, apenas causam desconforto na população por conta do seu forte odor. O equipamento foi desligado e resfriado, não causando maiores transtornos à população”, informa a nota.

O IAP, entretanto, aguarda a informação oficial da empresa sobre qual foi o problema ocorrido no equipamento para tomar as medidas administrativas necessárias. O órgão pretende apurar se a liberação desses gases foi provocada por falha humana ou técnica.

MEDIDAS
Segundo informou ainda a assessoria do órgão, a empresa se comprometeu em apresentar as justificativas na próxima semana. Dentre as medidas cabíveis, o IPA poderá notificar, alertar e por último multar a empresa.

Principalmente durante a manhã, o Corpo de Bombeiros de Apucarana recebeu dezenas ligações de populares querendo saber as causas do mau cheiro.

Apesar do desconforto, um funcionário da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) informou que não houve qualquer atendimento motivado pelo problema. O assunto, entretanto, ganhou grande repercussão nas redes sociais.

JUSTIFICATIVA
Por meio de nota divulgada à imprensa, a Nortox comunicou que ‘’tais odores não possuem potencial tóxico’’ e que são ‘’provenientes de um incidente com o sistema de lavagem de gases, já sanado, do processo produtivo’’ de inseticidas.

continua após publicidade