Geral

Vitória de Obama é destaque na imprensa mundial

Da Redação ·
Nos Estados Unidos, o "New York Times" chamou a noite de terça-feira de "noite de Obama"
fonte: Agência internacionais
Nos Estados Unidos, o "New York Times" chamou a noite de terça-feira de "noite de Obama"

SÃO PAULO, SP, 7 de novembro (Folhapress) - A reeleição do atual presidente dos Estados Unidos, o democrata Barack Obama, foi destaque na imprensa mundial. Os sites dos principais jornais e televisões do mundo trazem hoje o resultado das eleições americanas como manchete.

Nos Estados Unidos, o "New York Times" chamou a noite de terça-feira de "noite de Obama", destacando a margem apertada da vitória de Obama no voto popular. O "Washington Post" anunciou "um segundo mandato", assim como o "Wall Street Journal", e o "USA Today" disse que Obama "fez história outra vez".

No Reino Unido, a recepção da vitória de Obama foi menos entusiasmada. O "Financial Times" falava sobre a festa dos democratas nas ruas americanas" e o "Guardian" falava sobre o discurso de vitória de Barack Obama, que prometeu que "o melhor ainda está por vir"

No restante da Europa, o discurso de Obama também fez sucesso, com o espanhol "El País" e o italiano "Corriere della Sera" usando o mesmo trecho como manchete. O francês "Le Monde" optou por dizer, em inglês, que Obama teria "mais quatro anos" à frente dos EUA ("four more years").

Na América Latina, a vitória do democrata virou a manchete dos argentinos "La Nación" e "Clarín". O mexicano "El Universal" escolheu uma foto do presidente em que ele parece simular o gesto do famoso cartaz de Tio Sam, convocando os americanos a servir o Exército. Na Venezuela, o site da televisão pública Telesur destacava a reconciliação política convocada por Obama em seu discurso.

As emissoras árabes Al Jazeera e Al Arabiya faziam projeções sobre o futuro dos EUA sob o governo de Obama, dando um tom esperançoso à cobertura.
 

continua após publicidade