Geral

Irmã do atacante Hulk está desaparecida

Da Redação ·

Por Valmar Hupsel Filho SÃO PAULO, SP, 5 de novembro (Folhapress) - A irmã do atacante Hulk, do Zenit e da seleção brasileira, desapareceu no início da tarde de hoje em Campina Grande (PB), cidade do jogador. A polícia trabalha com a hipótese de sequestro. Angélica Aparecida Vieira, de 22 anos, foi vista pela última vez por volta das 13 horas numa rua pouco movimentada do bairro de Catolé. Estudante de nutrição, ela estava acompanhada do dono da empresa de alimentos onde trabalha, Hélio Pereira. Ele contou à polícia que parou em uma loja e deixou a jovem no banco do carona do carro. Retornou cerca de dez minutos depois, mas ela não estava mais no veículo. Desde então, Angélica está incomunicável. O celular dela está desligado. Os pais e o marido da jovem prestaram depoimento à Polícia Civil, mas forneceram poucas informações, segundo o delegado Marcos Paulo Vilela. A família pediu para a polícia se manter afastada, de acordo com o delegado. "Mas temos a obrigação legal de investigar mesmo assim", disse ele. Vilela informou que policiais procuravam ontem se há câmaras de segurança próximas ao local em que Angélica foi vista pela última vez, que poderiam auxiliar na investigação. "Há forte indicativo de que se trata de um sequestro ou, se houver pedido de resgate, de extorsão mediante sequestro. Mas até agora não houve contato com a família", disse o delegado na noite de segunda-feira. Hulk (Givanildo Vieira de Sousa), 26, saiu de Campina Grande aos 18 anos, praticamente desconhecido do futebol brasileiro para jogar no Japão. Em 2008 foi contratado pelo Porto e, em setembro deste ano, fechou contrato com o time russo Zenit.  

continua após publicidade