Geral

Exumação do corpo de Arafat está prevista para final do mês

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 5 de novembro (Folhapress) - O corpo do líder palestino Yasser Arafat deve ser exumado no final deste mês -no dia 26 ou 27- oito anos após a sua morte, como parte de uma investigação para apurar se ele foi assassinado. A informação foi confirmada por um diplomata ocidental e por representantes das autoridades palestinas, sob condição de anonimato. A data exata, no entanto, não pode ser confirmada. Dois especialistas forenses suíços já estão na Cisjordânia para discutir os planos da exumação, disse hoje Taufik Tiraui, responsável do comitê palestino sobre o caso. Em agosto, um tribunal francês abriu um inquérito sobre a morte de Arafat depois que um instituto suíço disse ter descoberto níveis elevados de polônio radioativo na roupa do líder palestino, que foi fornecida pela viúva, Suha. A morte de Arafat tem sido rodeada de suspeitas. Médicos que trataram o líder palestino nos últimos dias disseram que não puderam determinar a causa da morte. Suha disse acreditar que o marido foi envenenado e pediu a exumação para que amostras possam ser retiradas do corpo de Arafat para determinar se o polônio está presente. Nenhuma autópsia foi feita quando Arafat morreu aos 75 anos, seguindo o desejo da viúva. Ele havia ficado efetivamente confinado por Israel em seu complexo por dois anos e meio antes de ir à França para cuidados médicos de emergência.  

continua após publicidade