Geral

Ex-presidente da Riofilme é o novo secretário municipal de cultura

Da Redação ·

RIO DE JANEIRO, RJ, 1 de novembro (Folhapress) - A Prefeitura do Rio anunciou hoje que Sérgio Sá Leitão, ex-presidente da RioFilme, será o novo secretário municipal de Cultura, substituindo Emilio Kalil, que saiu para presidir a fundação RioArte. Sá Leitão, que está em Los Angeles (EUA), participando do American Film Market, deve tomar posse quando retornar ao Rio, daqui a uma semana. "Combinei com o prefeito que eu aproveitaria minha estada aqui para preparar um planejamento para a secretaria nos próximos quatro anos e, na volta, conversaríamos mais detalhadamente para combinar direitinho a posse e a transição com o Kalil", disse. Segundo o novo secretário, sua administração terá três eixos centrais: a valorização da zona portuária como região estratégica, o investimento na economia criativa e o fomento à criação e à produção cultural, expando o programa de editais. "Nós teremos, para o ano que vem, uma coisa muito importante: o prefeito assumiu, durante a campanha, o compromisso de destinar 1% da arrecadação do ISS para a lei de incentivo à cultura, e ele de fato está cumprindo essa promessa, colocou no orçamento R$ 50 milhões para serem alocados." O orçamento previsto para a secretaria em 2013 é de R$ 200 milhões, além de R$ 40 milhões para a RioFilme. Ex-chefe de gabinete do ministro da Cultura na gestão de Gilberto Gil, além de secretário de políticas culturais do Minc, Sá Leitão disse que sua gestão à frente da secretaria municipal será inspirada pelo modelo de Gil. "Se eu tivesse que citar um modelo, uma inspiração, eu diria que é o ministério do Gil. A filosofia de atuação, a visão do que é cultura, os programas e as ações. Pretendo implementar no Rio um projeto como o Cultura Viva, dos Pontos de Cultura, em grande escala."  

continua após publicidade