Geral

Jornalista que publicou lista de contas na Suíça é absolvido

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 1 de novembro (Folhapress) - A Justiça grega absolveu hoje o jornalista acusado de violação de dados pessoais, após publicar em sua revista uma lista de supostos titulares de contas bancárias na Suíça. Costas Vaxevanis, 46, é um ex-repórter de televisão e edita a revista "Hot Doc", onde a lista foi veiculada. A relação trazia 2.059 nomes de gregos com contas no banco HSBC, na Suíça. O jornalista diz que apenas cumpriu um dever da profissão. O julgamento durou quase 12 horas. Se fosse considerado culpado, ele poderia receber uma sentença de até três anos de prisão. O Tribunal de Atenas não divulgou detalhes sobre a sentença, em um julgamento que muitos analistas consideravam como um teste para a liberdade de imprensa no país. Segundo Vaxevanis, a decisão de hoje vai permitir que "jornalistas façam seu trabalho". "Lista Lagarde" A lista procede de documentos revelados por um funcionário do banco HSBC na Suíça. O jornalista diz que a recebeu por uma carta anônima. A relação foi transmitida ao governo grego em 2010 pela atual diretora do FMI (Fundo Monetário Internacional), Christine Lagarde, então ministra das Finanças da França. Chamada de "lista Lagarde" pela imprensa grega, a relação provocou polêmica na Grécia, pela ausência de reação do Estado para reforçar a luta contra a fraude fiscal. Há algumas semanas, o novo governo de coalizão chegou a afirmar que perdeu esse combate. De acordo com a lista, as contas bancárias somadas tinham cerca de Ç2 bilhões (R$ 5,2 bilhões) até 2007, mas não há provas de que os donos delas tenham cometido evasão fiscal.  

continua após publicidade