Geral

Clima-EUA - (Atualizada)

Da Redação ·

Sandy deixa pelo menos 56 mortos nos EUA; NY tem 2º dia de caos SÃO PAULO, SP, 1º de novembro (Folhapress) - A passagem da tempestade Sandy pela costa leste dos Estados Unidos deixou pelo menos 56 mortos desde segunda-feira. Enquanto isso, a cidade de Nova York tem um novo dia de caos enquanto se recupera da tormenta. O maior número de mortes foi registrado na cidade de Nova York, com 28. O Estado de Nova Jersey, o mais afetado pelo fenômeno, continua com seis mortos. Além dos Estados Unidos, Sandy causou uma morte no Canadá e 67 no Caribe, em especial em Cuba e no Haiti. Além das vidas perdidas, a tempestade trouxe um prejuízo financeiro ainda não calculado. A consultora Eqecat, uma das primeiras a fazer avaliações sobre o impacto de Sandy, atualizou o seu montante de perdas para US$ 50 bilhões. Desse valor, US$ 20 bilhões são para os bens segurados. Na semana passada, a empresa havia avaliado a destruição total em US$ 20 bilhões. O maior desastre natural dos Estados Unidos, o furacão Katrina, causou prejuízos de US$ 108 bilhões. A cidade de Nova York passa hoje por um novo dia de caos provocado pela destruição do furacão. Filas enormes se formaram nos pontos de ônibus dos subúrbios para os serviços especiais montados para atender às estações de metrô, que voltaram a funcionar hoje. O governador Andrew Cuomo informou na noite de quarta que os trens operam apenas na parte norte da ilha de Manhattan, enquanto a região sul ainda continua inundada e sem energia elétrica. Cerca de 500 mil casas não tem luz, somando-se aos 4,7 milhões em todo o país. A falta de energia e a deficiência nos transportes têm levado os moradores de Nova York e Nova Jersey a usar mais combustíveis, o que gera filas nos poucos postos de gasolina abertos. A maioria ficou fechado por não ter energia elétrica ou combustíveis para vender. O fornecimento também foi interrompido após duas refinarias em Nova Jersey pararem de funcionar e um oleoduto que alimenta a região ter o fluxo interrompido. Aeroportos Nos aeroportos, a situação começa a se normalizar. O terminal de La Guardia voltou a funcionar nesta quinta e os outros dois aeroportos -John F. Kennedy e Newark- retomaram as operações na quarta após mais de 19.500 voos serem cancelados. Dentre os aviões que decolaram de Nova York, estão dois voos da TAM, que chegaram a São Paulo e ao Rio na nesta manhã. Outros sete foram cancelados, mas todas as companhias informaram que voltarão a viajar à costa leste americana hoje.  

continua após publicidade