Geral

Irã oferece ajuda após passagem de tempestade

Da Redação ·





Por Samy Adghirni

TEERÃ, IRÃ, 31 de outubro (Folhapress) - O Crescente Vermelho do Irã, ligado ao governo, anunciou hoje estar disposto a enviar equipes de resgate aos EUA para ajudar autoridades americanas no amparo às vítimas de Sandy.

A oferta, que tem poucas chances de ser aceita devido às tensões bilaterais, ecoa acenos semelhantes nos últimos anos entre os dois países arquiinimigos.

"Manifestamos nossas condolências à população da América (...) e nos colocamos à disposição para ajudá-la", disse Mahmoud Mozaffar, chefe da Sociedade Iraniana do Crescente Vermelho.

Mozaffar lembrou que o Irã, por sofrer terremotos e enchentes, tem vasta experiência em resgate de populações.

"Se as autoridades americanas concordarem, podemos mandar nossos socorristas com equipamentos para cidades americanas o mais rápido possível".

Embora seja um braço do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, sediado em Genebra, o Crescente Vermelho do Irã é amplamente visto como coordenado por Teerã.

Segundo documentos vazados pelo Wikileaks, o governo americano suspeita que espiões iranianos infiltram o Crescente Vermelho em missões no exterior.

Sem relação diplomática há três décadas, Irã e EUA aproveitam tragédias naturais para tentar criar canais de diálogo.

Em 2003, o Irã aceitou a entrada no país de uma equipe de resgate americana para ajudar a localizar sobreviventes nos escombros do terremoto de Bam, que deixou 25 mil mortos.

Mas em agosto deste ano Teerã não aceitou a oferta de ajuda às vítimas do terremoto que matou 300 pessoas no oeste do Irã.
 

continua após publicidade