Geral

Clima-AM - (Atualizada)

Da Redação ·

Mudança brusca de temperatura provoca tempestade e destruição em Manaus Por Kátia Brasil MANAUS, AM, 31 de outubro (Folhapress) - O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) no Amazonas informou hoje que a forte tempestade que causou destruição e alagamento nas últimas horas em Manaus foi provocada por uma faixa de nebulosidade que interferiu no clima quente da Amazônia. Essa "faixa de nebulosidade" provocou rajadas de ventos de até 85 km por hora e uma grande quantidade de raios. A chuva intensa de 81,4 milímetros começou por volta das 21h (23h no horário de Brasília) e seguiu de forma intermitente até as 6h de hoje. No início do evento, a temperatura marcava 36,7ºC. "Foi um fenômeno de pouco duração, mais de grande intensidade", disse o meteorologista Veríssimo Farias de Assis, 1º Distrito do Inmet. Segundo a Defesa Civil Municipal, 143 ocorrências foram registradas de destelhamentos, tombamentos de árvores e inundações. Não houve registro de vítimas. Os serviços de internet e de telefonia fixa e celular foram prejudicados, retornando a normalidade somente na tarde de hoje. Cerca de 20% da capital - que tem em torno de 1,8 milhão habitantes - ficou sem energia até o início da tarde, conforme a empresa Eletrobras Amazonas Energia. O meteorologista do Inmet disse que o mês de outubro é caracterizado pelo transição das estações verão e inverno amazônico. Antes da tempestade, as chuvas estavam abaixo da média, sendo registrado menos de 112 mm até ontem. O setor de meteorologia do Sipam (Sistema de Proteção da Amazônia) classificou a forte tempestade em Manaus como "um evento severo" e anunciou que alertou as autoridades locais da Defesa Civil sobre a ocorrência de tempestade na zona urbana da cidade.  

continua após publicidade