Geral

Explosões em Damasco perto de mesquita deixam mortos e feridos

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 31 de outubro (Folhapress) - Pelo menos seis pessoas morreram e várias ficaram feridas hoje em Damasco, capital síria, após a explosão de bombas, próximo ao mausoléu xiita de Sayida Zeinab. As versões para o acontecido são diferentes.

Os números são da agência de notícias estatal da Síria, que diz que as bombas foram colocadas dentro de um saco de lixo, numa rua movimentada de Sayida Zeinab. Ela afirma que, além das mortes, 13 pessoas ficaram feridas.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos diz que os mortos são oito e que os explosivos estavam escondidos numa moto.

Outros grupos rebeldes dizem que são sete mortos. Um deles, a Comissão Geral da Revolução Síria, diz que outra bomba havia sido desativada no local pouco antes.

Segundo um ativista ouvido pela agência de notícias Reuters, agentes de segurança do governo local estão vasculhando a área para entender melhor o que aconteceu. Não está claro ainda se o alvo do ataque foi a mesquita ou um complexo de segurança próximo a ela.

Sayida Zeinab é uma zona popular situada nos arredores da capital, onde se encontra a mesquita xiita de mesmo nome. O local é alvo de peregrinação dos fiéis dessa vertente do islã e, no passado, já foi alvo de outros ataques.

Xiitas e sunitas convivem lado a lado na região. Sunitas moderados temem que o ataque tenha sido feito por sunitas radicais, já que o templo é dedicado a Zeinab, a neta do profeta Maomé, muito reverenciada pelos xiitas.

O conflito na Síria, no qual rebeldes tentam remover o ditador alauita (ramo do islamismo ligado aos xiitas) Bashar Assad do poder, já dura 19 meses. Cerca de 30 mil pessoas foram mortas até o momento, como consequência do conflito.
 

continua após publicidade