Geral

Ciclone passa pela Pensilvânia, com ventos de 72 km/h

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 30 de outubro (Folhapress) - O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos informou hoje que o ciclone pós-tropical Sandy está passando pelo sudoeste do Estado da Pensilvânia, com ventos máximos de 72 km/h.

O último boletim, liberado às 11h locais (13h em Brasília), mostra que o fenômeno estava na região de Everett, a 192 km de Pittsburgh e a 232 km da Filadélfia. O ciclone está com velocidade de deslocamento de 16 km/h, em direção oeste.

O órgão meteorológico alerta para fortes ventos no sul dos montes Apalaches e na região dos Grandes Lagos, na fronteira entre os Estados Unidos e o Canadá. O ciclone chegará ao território canadense amanhã.

As chuvas mais fortes estão previstas para Delaware, Maryland, norte da Virgínia e sul da Pensilvânia.

No entanto, ainda não estão descartados os riscos de ventos intensos e enchentes na costa leste, a área mais afetada pela tempestade, entre os Estados de Virgínia e Massachusetts, incluindo Nova York, Nova Jersey e a capital Washington.

Também são esperadas nevascas para a parte central dos montes Apalaches e entre os Estados de Tennessee e Carolina do Norte, especialmente em Maryland e na Virgínia Ocidental.

Canadá

Autoridades canadenses estimavam hoje que mais de 100 mil consumidores estavam sem fornecimento de energia no país devido à passagem do ciclone pós-tropical Sandy. Embora o "alvo principal" do Sandy tenha sido a costa leste dos EUA, o vizinho Canadá também sofreu as consequências: uma mulher morreu, atingida por um cartaz carregado pelos fortes ventos de ontem.

O ciclone derrubou árvores e postes de luz em algumas das províncias mais populosas, e inicialmente, mais de 150 mil consumidores ficaram sem energia.

As autoridades relataram que pouco mais de metade dos 60 mil residentes às escuras em Toronto (uma das principais cidades do país) tiveram sua luz religada nas últimas horas.

O Serviço Meteorológico do Canadá relatou hoje que, embora o Sandy tenha perdido força à noite, "vai provocar amanhã chuvas e ventos fortes em vastas áreas de Ontário e Québec".
 

continua após publicidade