Geral

Cansaço encurta 2º dia do júri

Da Redação ·
Populares fazem manifestação na porta do tribunal do juri
fonte: Evelson Freitas/AE
Populares fazem manifestação na porta do tribunal do juri

O juiz Maurício Fossen encerrou às 19h35 de terça-feira o segundo dia de julgamento dos Nardonis. A sessão terminou antes do previsto, 21h, por conta do cansaço dos presentes no plenário.
O depoimento do perito baiano Luiz Eduardo Carvalho Dórea foi breve e muito técnico. Em cerca de 40 minutos, ele contou que analisou as manchas de sangue que estavam no lençol das camas dos filhos do casal.
Ele foi chamado pela acusação por ser especialista na análise de manchas. Luiz Eduardo Carvalho concluiu que as gotas de sangue caíram de uma altura de 1,25 m. Com sinais evidentes de cansaço, o júri acompanhou a sessão impassível.
No final do julgamento, Roberto Podval, advogado de defesa, não liberou Ana Carolina Oliveira, mãe de Isabella, nem a delegada do 9.º DP Renata Pontes. Dessa forma, ambas continuam à disposição da justiça, incomunicáveis nas dependências do Fórum de Santana, e podem voltar a depor. A defesa não descarta pedir acareação entre a mãe da menina e os réus.
Ao todo, quatro testemunhas foram ouvidas em dois dias. A sessão será retomada nesta quarta-feira, às 9h, com o depoimento da perita Rosângela Monteiro, convocada tanto pela defesa quanto pela acusação.

continua após publicidade