Geral

Furacão cancela pelo menos 13 voos entre Brasil e EUA

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 29 de outubro (Folhapress) - Pelo menos 13 voos entre Brasil e Estados Unidos foram cancelados hoje por causa do furacão Sandy, que afeta as condições meteorológicas na costa leste dos Estados Unidos.

Desde ontem, as condições climáticas envolvendo o furacão já afetaram 22 voos envolvendo o Brasil. Em toda a costa leste americana, cerca de 9.000 voos domésticos e internacionais tinham sido cancelados até amanhã.

A TAM informa que cancelou cinco voos entre ontem e hoje, quatro deles envolvendo viagens entre Nova York e São Paulo e um que sairia de Nova York rumo ao Rio. Ontem, dois voos da TAM já haviam sido cancelados, e a companhia informa que novos cancelamentos devem ocorrer amanhã.

A American Airlines, que tinha cancelado dois voos ontem, cancelou mais três viagens saindo hoje do Brasil. Duas delas sairiam de Cumbica, em São Paulo, e outra que sairia do Tom Jobim, no Rio. Além disso, dois voos saindo de Nova York para São Paulo e um saindo de Nova York para o Rio também foram cancelados. Novos cancelamentos estão previstos amanhã, embora ainda não tenham sido confirmados.

A United Airlines cancelou um voo hoje, partindo de São Paulo para Newark. Ontem, a empresa tinha cancelado três voos, um que também partiria para Newark e outros dois que iriam para Washington e Houston.

A Delta Airlines cancelou um único voo de Guarulhos para Nova York. Ontem, a companhia tinha cancelado dois voos que faziam os dois lados do trajeto.



O furacão Sandy alcançou categoria 1 na escala Saffir-Simpson, que vai até cinco. Antes de chegar aos EUA, ele passou pelo Caribe, onde provocou 66 mortes no Haiti, Cuba, República Dominicana, Jamaica e Bahamas. Os ventos estavam a 150 km/h na manhã de hoje, a 615 km da cidade de Nova York.

Rrecomendações

A Infraero (tel. 0/xx/11/2445-2945), empresa que administra aeroportos no Brasil, recomenda a passageiros que tenham voos para os EUA que entrem em contato com suas companhias aéreas para verificar possíveis atrasos ou cancelamentos.

Em nota, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) informa que, diante da possibilidade de o furacão Sandy chegar aos Estados Unidos, voos podem ser cancelados ou atrasados por questões de segurança.

Ela recomenda aos passageiros que, antes de sair de casa para viajar, confirmem o horário e a manutenção de seus voos junto às companhias aéreas. A agência reguladora diz que vai monitorar a prestação de assistência aos passageiros pelas empresas que tiverem que cancelar ou alterar o horário de voo à região.

Em casos de atrasos e cancelamentos, a companhia aérea deve assegurar o direito do passageiro a receber acesso à comunicação (a partir de uma hora de atraso), alimentação (a partir de duas horas), acomodação (a partir de quatro horas) e traslado para passageiros que estiverem na localidade de residência.

Em casos de voos cancelados, o passageiro pode ser reacomodado em outro voo ou ser reembolsado com o valor integral pago pela passagem área.

Caso o passageiro se sinta prejudicado ou tenha seus direitos desrespeitados, a Anac recomenda, primeiramente, que o consumidor procure a própria companhia aérea. Se o problema não for solucionado, o usuário pode encaminhar o problema à Anac (tel. 0800 725 4445), aos órgãos de defesa do consumidor e/ou ao Poder Judiciário.
 

continua após publicidade