Geral

Ronaldo Fraga se inspira em artista popular que criou "enciclopédia" ilustrada

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 29 de outubro (Folhapress) - O estilista Ronaldo Fraga inspirou sua coleção outono-inverno 2013, apresentada hoje no parque Villa-Lobos, durante o primeiro dia da São Paulo Fashion Week, na obra do artista popular Paulo Marques de Oliveira. Paulo, mineiro de Salinas, tem interesse por ciências do céu, da terra e do além, daí se considerar um pouco astrofísico e de certa forma teólogo. Seus desenhos e escritos reunidos no livro "Ô Fim do Cem, Fim...", incluem de engenhocas a constelações. É uma espécie de enciclopédia, que se propõe a explicar os fundamentos do mundo. Tudo virou estampa na passarela de Fraga. Comparadas aos "catálogos" de Arthur Bispo do Rosário, as páginas de grande riqueza gráfica tiradas dos cadernos do artista, que começaram a ser escritas nos anos 50, foram usadas dobradas feito babados e com efeito de transparência, em looks bordados artesanais que representam a vertente mais luxuosa do trabalho do estilista. No final da apresentação, as modelos formaram grupos pequenos e dançaram pequenas cirandas de roda. Têca Couro, muito couro. A estilista Helô Rocha, da marca Têca, foi buscar na tradição da caça na Inglaterra a referência de seu inverno 2013, que flerta com a moda dos anos 1960. Saias lápis, vestidos curtos e estampas de lenço e animais se misturam para criar a caçadora chique da grife, que apostou ainda na pele de cavalo. O terceiro desfile do primeiro dia da São Paulo Fashion Week, que ocorre no parque Villa-Lobos, na zona oeste, trouxe peças de modelagem reta e uma cartela de cores que vai do azul marinho ao preto, do "off White" ao bordô.  

continua após publicidade