Geral

Aluguel tem menor alta acumulada desde março de 2010

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 24 de outubro (Folhapress) - Pesquisa mensal feita pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação de São Paulo) aponta que o aluguel na capital paulista aumentou 0,2% em setembro, acumulando um aumento de 10,3% nos últimos 12 meses, o menor valor desde março de 2010. De acordo com a entidade, a escassez de incentivos aos investimentos em imóveis para locação manterá a demanda por imóveis para locação alta. "Porém, a redução do valor acumulado, observada desde junho, pode indicar uma tendência à estabilização de preços no médio e longo prazos", diz Walter Cardoso, vice-presidente de gestão patrimonial e locação do Secovi-SP. Apesar disso, o aluguel continua tendo alta acima dos índices de inflação no período, como o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado), que corrige a maioria dos aluguéis em andamento e variou 8,07% nos últimos doze meses. Segmentos Em setembro, os imóveis que tiveram maior aumento foram os de um quarto (0,4%). Os de dois dormitórios tiveram elevações de 0,2% e as residências de três quartos não apresentaram variação. A modalidade de garantia mais utilizada em setembro foi o fiador, escolhida por quase metade (48%) dos inquilinos. O depósito de até três meses de aluguel respondeu por 31,5% do total de moradias locadas, ao passo que o seguro-fiança representou 20,5% dos imóveis alugados. As casas foram alugadas mais rapidamente do que os apartamentos no mês analisado, levando um tempo médio de 13 a 31 dias, enquanto os apartamentos tiveram tempo médio de 19 a 39 dias.  

continua após publicidade