Geral

Três detentos são mortos em rebelião

Da Redação ·





Por Valmar Hupsel Filho

SÃO PAULO, SP, 17 de julho (Folhapress) - Três detentos foram mortos e 11 ficaram feridos durante uma rebelião iniciada no início da tarde de hoje no Complexo Policial de Barreiras, no oeste da Bahia.

Com capacidade para 28 presos, a delegacia mantém 150 deles sob custódia - eram 200 há 15 dias.

A rebelião teve início por volta das 13h. Os detentos atearam fogo em colchões, quebraram cadeados das celas e ocuparam o pátio central.

Cerca de 20 deles, armados com chuços (pedaços de ferro arrancados das grades e afiados) invadiram celas de grupos rivais e mataram Fabiano Pereira dos Santos e os irmãos Cleomário Lucas da Conceição e Osmário Lucas Monteiro Filho.

As vítimas tinham entre 23 e 25 anos e estavam presas provisoriamente por assaltos, agressões e porte ilegal de armas, entre outros delitos.

A polícia suspeita que os três viraram alvos porque os demais presos acharam que eles teriam delatado e frustrado as duas tentativas de fuga que ocorreram no sábado e no domingo.

"Não houve delação. As fugas foram frustradas por policiais que estavam de plantão no fim de semana", informou uma agente que pediu para não ser identificada.

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados para conter a rebelião e debelar as chamas. Não houve confronto com os detentos.

O atendimento aos feridos foi feito na delegacia por equipes do Samu.

A delegacia vai instaurar inquérito para investigar quem liderou a rebelião.
 

continua após publicidade