Geral

Empresário morre em queda de ultraleve

Da Redação ·
A vítima caiu em um pátio de uma granja em uma propriedade rural e morreu no local.
fonte: Eliandro Piva
A vítima caiu em um pátio de uma granja em uma propriedade rural e morreu no local.

Um homem de 45 anos morreu neste sábado (13) após sofrer uma queda de ultraleve no Patrimônio Heimtal, na zona norte de Londrina. O acidente ocorreu por volta das 18h, quando Celso Ferreira Santos retornava com o seu ultraleve básico modelo Fox V6 (placa PUDGM-Londrina) para o Clube de Aviação Experimental em Ibiporã, a 14 quilômetros de Londrina.

continua após publicidade

A vítima caiu em um pátio de uma granja em uma propriedade rural e morreu no local. Segundo o soldado Ricardo, do Corpo de Bombeiros, uma ambulância do Samu que estava a caminho de outra ocorrência passava pela região e foi acionada para atender o piloto do ultraleve. "A equipe do Samu com médico foi a primeira a chegar no local, mas nada pôde ser feito pela vítima, que já estava em óbito", disse o soldado.

Segundo familiares do piloto, o equipamento havia sido adquirido há cerca de 40 dias. Santos era experiente e já havia passado por outra situação de risco. Em setembro do ano passado, ele havia feito um pouso forçado em virtude de um pane em um monomotor em Paranavaí, quando retornava de Dourados (MS).

continua após publicidade

Santos era divorciado e não deixa filhos. Ele era proprietário de um comércio de compra e venda de carros na esquina da avenida Leste-Oeste com a Rua Ruy Virmond Carnascialli, no Jardim Leonor, zona oeste da cidade.

As causas do acidente ainda não foram confirmadas. Segundo algumas testemunhas, uma das asas do ultraleve teria quebrado durante o voo.

A Polícia Civil de Londrina abriu inquérito para apurar o acidente.

continua após publicidade

O velório está sendo realizado na Comunidade Evangélica Deus Vivo, na Rua Carlos Pavan, 677, no Jardim Santiago, e o sepultamento será às 16h no cemitério Jardim da Saudade.

As informações são do Bonde