Geral

Moradores da favela do Moinho fecham linha 8-diamante da CPTM

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 18 de setembro (Folhapress) - A linha 8-diamante da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) foi interditada no por volta das 20h de hoje em São Paulo. Segundo a Polícia Militar, moradores da favela do Moinho, na região central da cidade, viraram um carro na linha férrea para impedir a passagem dos trens perto da estação Júlio Prestes. A mensagem divulgada aos passageiros dos trens é de que moradores da favela faziam um protesto no local. Segundo um líder comunitário, eles reclamam da demora para a entrega de casas populares às famílias atingidas por um incêndio na favela ocorrido em 23 de dezembro de 2011. Na ocasião, 407 das 815 famílias que viviam no local tiveram seus barracos destruídos. Segundo a prefeitura, 392 destas famílias aceitaram o receber o auxílio-aluguel até que fossem entregues moradias definitivas. A favela também foi palco de um incêndio ontem, que destruiu 80 barracos e interditou o viaduto Engenheiro Orlando Murgel. Em meio ao protesto, moradores disseram que houve um tiroteio no local, mas a Polícia Militar não confirmou a informação. Segundo a CPTM, os passageiros com destino ao centro da cidade estão sendo orientados a desembarcar na estação Palmeiras-Barra Funda e prosseguir viagem pela linha 7-rubi até a estação da Luz, que fica próxima à estação Júlio Prestes.  

continua após publicidade