Geral

Para Romney, dinheiro só deve ir ao Egito se proteger diplomatas

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 14 de setembro (Folhapress) - O Egito precisa garantir a segurança dos diplomatas estrangeiros para não perder os 1,3 bilhão de dólares em assistência que recebe todos os anos dos Estados Unidos, disse hoje o candidato republicano à Presidência norte-americana, Mitt Romney. Depois que manifestantes islâmicos invadiram e protestaram contra embaixadas dos EUA em diversos lugares, inclusive no Egito, Romney disse em um café da manhã para arrecadação de fundos de campanha, em Nova York, que o país deveria adotar uma posição mais dura com o Egito. "Acho que deveríamos deixar muito claro que para manter uma relação, uma amizade, uma aliança e o apoio financeiro dos Estados Unidos, o Egito deve honrar seu tratado de paz com Israel", disse. "(Os egípcios) também devem proteger os direitos das minorias no país deles. E, finalmente, entre outras coisas, precisam também proteger as embaixadas de nossa nação e de outras nações", afirmou. "O povo norte-americano está perturbado com as notícias ao redor do mundo", disse Romney durante o evento que arrecadou 4 milhões de dólares para sua campanha. Egípcios furiosos com um filme considerado ofensivo ao islã entraram em confronto pelo terceiro dia com a polícia no Cairo. Os policiais bloquearam a via para a Embaixada dos EUA, onde manifestantes escalaram os muros e rasgaram a bandeira norte-americana. Em entrevista ao canal ABC, Romney disse que "todo o filme foi uma ideia terrível". "Acho que fazê-lo, promovê-lo e mostrá-lo foi desrespeitoso para com as pessoas que professam outras fés. Acho que isso não deveria acontecer, que as pessoas deveriam ter a cortesia e o bom senso de não ofender os credos alheios", acrescentou. Romney tenta melhorar sua imagem, depois que disse precipitadamente que o mesmo filme expressaria os valores americanos, na terça. Quatro norte-americanos, incluindo o embaixador dos EUA, foram mortos na Líbia em um incidente violento relacionado ao vídeo. Uma série de pesquisas desta semana mostraram Obama à frente de Romney depois da Convenção Nacional Democrata na semana passada. Os assessores republicanos, no entanto, insistem que a disputa está apertada e que o ex-governador de Massachusetts permanece em forma a menos de dois meses para a eleição de 6 de novembro.  

continua após publicidade