Geral

Em nota, Itamaraty afirma que Brasil repudia ataques na Líbia

Da Redação ·

BRASÍLIA, DF, 12 de setembro (Folhapress) - O Itamaraty divulgou nota hoje em que critica os ataques a representações diplomáticas dos Estados Unidos no norte da África e lamenta a morte do embaixador americano na Líbia, Christopher Stevens, e de três funcionários diplomáticos.

"O Brasil repudia veementemente os ataques e recorda a obrigação de todos os países de observarem o princípio da inviolabilidade das representações diplomáticas e consulares, como determinado pelas Convenções de Viena sobre Relações Diplomáticas e sobre Relações Consulares, de 1961 e 1963, respectivamente", afirma trecho do texto.

Os protestos de radicais islâmicos têm como origem um filme produzido nos EUA e considerado pelos extremistas um insulto a Maomé. O filme mostraria o fundador do Islã de forma degradante, fazendo sexo e planejando massacres.

O Itamaraty afirmou que tomou conhecimento "com consternação" do episódio e transmitiu condolências às famílias das vítimas.
 

continua após publicidade