Geral

Polícia prende integrante de quadrilha de Beira-Mar

Da Redação ·





Por Marco Antônio Martins

RIO DE JANEIRO, RJ, 8 de setembro (Folhapress) - Agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai prenderam hoje o traficante Mário Pucheta, 49, em uma fazenda localizada na fronteira do Brasil com o Paraguai.

De acordo com os agentes paraguaios, Pucheta era um dos responsáveis por cuidar de toda logística para o armazenamento e o envio de maconha para o Brasil pela quadrilha de Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar.

Mário Pucheta foi identificado pela Polícia Federal em 2006, durante investigações que começaram no Paraná e deram origem à operação Fênix.

Nas investigações, Pucheta aparecia junto com outros paraguaios como os responsáveis por enviar em carros a maconha adquirida pelo traficante Beira-Mar.

Contra ele há um mandado de prisão expedido pela Justiça Federal no Paraná, em 2007. Na ocasião, autoridades brasileiras entraram em contato com as paraguaias para firmarem um acordo de cooperação.

Ontem, o mandado que autorizou os agentes da Senad a entrarem na fazenda e prender Pucheta foi concedido pelo juiz paraguaio Oscar Delgado.

No momento da prisão, Mário Pucheta apresentou uma carteira de identidade com o nome de Jorge Fretes, o que confundiu os agentes por alguns minutos. No mandado de prisão expedido na Justiça Federal contra Pucheta há os dois nomes atribuídos ao criminoso.

Mário Pucheta foi encontrado em uma luxuosa fazenda com piscinas, animais selvagens como jacarés, lago artificial e cavalos de raça.

Bera-mar está desde fevereiro no presídio federal de Porto Velho (RO).
 

continua após publicidade