Geral

Dois em cada três internautas são vítimas de cibercrimes

Da Redação ·
Dois em cada três internautas são vítimas de cibercrimes
fonte: Arquivo
Dois em cada três internautas são vítimas de cibercrimes

Quase a metade dos entrevistados também afirmou que foi vítima de alguma ameaça virtual, como malware, vírus, fraude ou roubo, em 2011.

Segundo o relatório, o custo do cibercrime é estimado em US$ 110 bilhões (R$ 220 bilhões) e atinge cerca de 556 milhões de pessoas todos os anos, número superior à população da União Europeia, ou quase três vezes a população do Brasil.
Desse custo, acrescenta a pesquisa, 42% referem-se apenas a fraudes. Quando se acrescentam nessa lista o ônus relativo a roubos, furtos e reparações, esse índice sobe para 85% do total.

A China é o país que mais perde com o cibercrime (US$ 46 bilhões, ou R$ 92 bilhões), seguida dos Estados Unidos (US$ 21 bilhões, ou R$ 42 bilhões) e Europa (US$ 16 bilhões, ou R$ 32 bilhões). O Brasil também aparece no topo da lista, com um custo anual estimado em US$ 8 bilhões, ou R$ 16 bilhões.

Em termos de número de vítimas de crimes virtuais, a Rússia lidera (92% de internautas ), à frente da China (+84%) e da África do Sul (+80%).

continua após publicidade