Geral

Barco com imigrantes ilegais naufraga e deixa 39 mortos

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 6 de setembro (Folhapress) - Pelo menos 39 pessoas morreram e outras 15 estão desaparecidas após o naufrágio de um barco pesqueiro que transportava cerca de cem imigrantes ilegais no litoral da Turquia, hoje. Segundo informou a agência de notícias "Dogan", o barco aparentemente se chocou contra um recife após afastar-se 50 metros da costa, perto da cidade de Esmirna, no mar Egeu. O vice-governador de Esmirna, Ardahan Totuk, confirmou que foram resgatados com vida 45 passageiros e que foram recolhidos 39 corpos, mas as buscas submarinas continuam. Os mergulhadores afirmam que o número de óbitos pode chegar a 54. O governador do município litorâneo de Menderes, Tahsin Kurtbeyoglu, explicou ao canal "CNNTürk" que entre os mortos estão mulheres e crianças. Segundo as primeiras informações, todos os imigrantes eram sírios e iraquianos. De acordo com os resgatados, outras 52 pessoas estavam em um espaço fechado no porão do barco, em sua grande maioria mulheres e crianças que tentavam proteger-se do frio. Eles disseram que pagaram aos organizadores da viagem para que fossem levados de forma clandestina à Inglaterra. Após serem informadas pelos sobreviventes, as autoridades turcas lançaram uma operação e detiveram dois cidadãos turcos acusados de embarcar os imigrantes.  

continua após publicidade