Geral

Perícia confirma estupro no caso dos pagodeiros

Da Redação ·





Por Nelson Barros Neto

SALVADOR, BA, 3 de setembro (Folhapress) - Exame de corpo de delito divulgado hoje aponta ter havido violência sexual contra as duas garotas de 16 anos que afirmam ter sido estupradas por integrantes da banda de pagode baiana New Hit, no dia 25, após a micareta de Ruy Barbosa (321 km de Salvador).

"Eu não posso discorrer com detalhes sobre o resultado da perícia, mas o que posso dizer é que ele corrobora com as afirmações das vítimas", disse o delegado da cidade, Marcelo Cavalcanti.

A precaução, segundo ele, deve-se à da natureza do caso. "As vítimas são menores, e a gente não pode expor ninguém mais do que elas já estão expostas. O máximo que posso dizer do laudo é isso", completou.

Os nove músicos do grupo, além de um policial militar que fazia a segurança deles e teria "acobertado" o crime, estão presos desde o dia 26.

As duas adolescentes disseram que foram ao ônibus da banda pedir autógrafos, após o show, e acabaram sendo violentadas no banheiro do veículo.

De acordo com a polícia, o soldado que está preso impediu a entrada de outras fãs no ônibus enquanto os músicos praticavam o abuso.

Em depoimento, dois músicos admitiram ter feito sexo com as duas adolescentes, mas disseram que o ato teve o consentimento das garotas.

Pacata

O caso mudou a rotina da pequena cidade, que tem cerca de 30 mil habitantes. Fãs protestaram em frente à delegacia e dizem não acreditar nas denúncias. Já as mães das meninas têm aparecido na imprensa lamentando que, mesmo depois de serem vítimas de um crime grave, as jovens têm sofrido ameaças.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia explicou que a transferência dos músicos para o presídio de Feira de Santana, na sexta passada, teve como objetivo preservar a integridade física deles.

Pelo menos 30 pessoas já foram ouvidas, entre elas testemunhas que viram o momento em que as meninas subiram no ônibus, além de outros músicos da banda.

"Nunca tivemos esse tipo de caso na cidade. É uma cidade pacata", disse o delegado.
 

continua após publicidade