Geral

Encenações do "Grito do Ipiranga" abrem comemorações

Da Redação ·

Por Lucas Nóbile e Tatiana Cavalcanti SÃO PAULO, SP, 2 de setembro (Folhapress) - O parque da Independência, no Ipiranga, abriu as comemorações da Semana da Pátria com uma programação variada neste domingo. O evento, que celebra os 190 anos da independência do Brasil, contou com quatro encenações do "Grito do Ipiranga". Três com atores desconhecidos e a última era feita pelos atores Murilo Rosa, Deborah Secco e Renato Borges. O prefeito Gilberto Kassab, que estava presente junto com o governador Geraldo Alckmin, disse que a escolha de atores famosos não foi uma apelação para atrair mais público. "Esse evento é muito importante e atores famosos geralmente têm mais talento", disse. A encenação teve início às 16h45 e durou apenas 30 minutos. A apresentação foi dirigida por Nelson Baskerville e teve Rosa no papel de d. Pedro, Deborah como Leopoldina e Borges como José Bonifácio. A encenação terminou com a cena clássica de d. Pedro em cima do cavalo gritando "Independência ou Morte". Um dos únicos momentos em que o público, pequeno, reagiu à encenação patriótica. O único outro momento em que o público fugiu à apatia foi quando Murilo Rosa beijou Deborah Secco na boca. Desde as 11h30, o parque também teve atrações como danças de época, inúmeros musicais, com apresentação, entre outros, de Rosa Lanzelotte. O encerramento contou com uma banda militar, que tocou o Hino Nacional e também interpretou "Aquarela do Brasil". Além disso, houve apresentação de uma bateria, com passistas. O público foi composto de famílias e crianças. Não houve nenhuma ocorrências, segundo a Polícia Militar.  

continua após publicidade