Geral

Chávez insinua possibilidade de guerra civil caso perca o pleito

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 2 de setembro (Folhapress) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, indicou hoje que se a oposição ganhar as eleições do dia 7 de outubro talvez não ocorra uma guerra civil, mas o país entraria em crise política, econômica e social. Chávez, que busca a terceira reeleição consecutiva, se referiu a uma declaração do ex-governador de Anzoátegui, David de Lima, afastado do chavismo e atualmente um político independente. Lima afirmou recentemente que a aplicação do plano de governo da oposição abriria a porta para uma guerra civil na Venezuela. "Ele estava dizendo na televisão que se esse plano for aplicado aqui, haveria uma guerra civil, o país seria desestabilizado imediatamente. Ele tem razão, talvez não ocorra uma guerra civil, mas entraríamos em outra crise política, econômica e social", afirmou. "E a Venezuela afundaria outra vez e eu acredito que [dessa vez] seria pior. Ocorreriam coisas piores dos que as que ocorreram nos anos 80 e 90, décadas catastróficas para o povo venezuelano", disse Chávez por telefone à televisão estatal. O presidente comparou o programa de governo de seu rival, Henrique Capriles, com o do candidato republicano dos Estados Unidos, Mitt Romney. No próximo dia 7, os venezuelanos vão eleger o novo presidente para governar entre 2013 e 2019. São sete candidatos, entre eles, Chávez, 58, que está no poder desde 1999 e Capriles, ex-governador e advogado de 40 anos.  

continua após publicidade