Geral

Beto Richa sanciona aumento para professores universitários

Da Redação ·
Beto Richa sanciona aumento para professores universitários
fonte: AEN
Beto Richa sanciona aumento para professores universitários

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), sancionou ontem (22) o projeto de lei que concede aumento de 31,73% no vencimento dos professores das instituições estaduais de ensino superior. A medida altera a lei n° 15.944.

A aplicação do reajuste será realizada em quatro parcelas anuais de 7,14%, sendo que a primeira vai ser aplicada na folha de pagamentos de outubro deste ano e as demais no mesmo mês de 2013, 2014 e 2015, independentemente das recomposições salariais normais do funcionalismo estadual.

Richa afirmou que o governo do estado atendeu integralmente ao pleito dos professores e sindicatos e espera que o indicativo de greve da categoria seja suspenso. "Este reajuste foi um compromisso de governo assumido com as universidades estaduais e com os professores e está cumprido", disse o governador.

O reajuste faz parte do plano de equiparação salarial do corpo docente com o quadro técnico das universidades estaduais e, para o secretário estadual de Ciência,Tecnologia e Ensino Superior, Alípio Leal, o indicativo de greve da categoria é uma precipitação da classe, já que o governo cumpriu todos os compromissos assumidos.

Em entrevista ao portal Bonde, o presidente do Sindiprol/Assuel, Nilson Magagnin Filho, afirmou que o projeto de lei só foi enviado para Assembleia Legislativa após a mobilização da classe e a paralisação dos professores durante 24 horas em Londrina. Em outras universidades, os docentes chegaram a entrar em greve, o que forçou o reajuste concedido pelo Governo do Estado.

No entanto, Magagnin disse que a categoria está contente com o aumento, mas vai continuar "mobilizada e atenta" até o pagamento da primeira parcela. "Desde o final de março, estamos reivindicando este reajuste. O governo apresentou proposta e, após a categoria aceitar, retirou o que foi acordado", acrescentou.
O indicativo de greve na Universidade Estadual de Londrina (UEL), marcado para o dia 3 de setembro, será avaliado pela categoria na segunda-feira (27).

continua após publicidade