Geral

BRDE libera R$ 335,5 milhões para 14 cooperativas do Estado

Da Redação ·
 O governador Beto Richa lembrou que o cooperativismo agrega no Paraná mais de 600 mil produtores
fonte: Divulgação
O governador Beto Richa lembrou que o cooperativismo agrega no Paraná mais de 600 mil produtores
O governador Beto Richa, o presidente do Sistema Ocepar, João Paulo Koslovski, e o vice-presidente e diretor financeiro do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Jorge Gomes Rosa Filho, anunciaram, na noite de segunda-feira (30), a liberação de R$ 335,5 milhões em financiamentos para 14 cooperativas do Paraná.

Os recursos serão aplicados no desenvolvimento de tecnologias e em projetos para melhorar as estruturas de armazenagem, logística e industrialização. O anúncio da liberação dos contratos aconteceu na abertura do Fórum de Presidentes das Cooperativas Paranaenses, em Curitiba.

continua após publicidade
O governador Beto Richa lembrou que o cooperativismo agrega no Paraná mais de 600 mil produtores e gera em torno de 1,5 milhão de empregos. “Queremos fortalecer ainda mais as cooperativas paranaenses, que são motivo de orgulho para todo o País”, declarou o governador.

Richa destacou ainda que o respeito e o diálogo com o setor produtivo são marcas fortes do governo, que busca oferecer condições adequadas para que haja ampliação da produção paranaense em todos os setores da economia.

Além do apoio direto às cooperativas, Richa destacou as ações desenvolvidas pelo governo na área de infraestrutura, que refletem diretamente em benefícios para o meio rural. “Estamos colocando em prática um sólido programa de investimentos em infraestrutura”, disse.

Entre as ações citadas pelo governador estão as licitações para executar as obras de conservação dos 12 mil quilômetros da malha rodoviária estadual, com um investimento previsto de R$ 840 milhões; a compra de 380 equipamentos para a readequação das estradas rurais, com investimentos de R$ 67 milhões; e a modernização do Porto de Paranaguá para melhorar o escoamento da produção.

continua após publicidade
UNIÃO - O presidente do Sistema Ocepar afirmou que o Governo do Estado é um importante parceiro no desenvolvimento da economia paranaense. “É uma união de esforços, com um cooperativismo mais forte e um Estado mais desenvolvido”, disse Koslovski.

De acordo com o secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, as cooperativas agroindustriais recebem e processam a metade da produção agropecuária do Paraná. “As cooperativas transformam vegetais e animais em produtos com valor agregado, gerando renda aos produtores rurais e aos municípios”.

Ortigara reforçou que outros segmentos do cooperativismo atuam de forma intensa no desenvolvimento econômico do Estado, como as cooperativas de crédito rural, infraestrutura e energia, transporte, trabalho, saúde.

FINANCIAMENTOS - O vice-presidente e diretor financeiro do BRDE, Jorge Gomes Rosa Filho, disse que neste ano os contratos de financiamento realizados pelo banco somaram R$ 710 milhões. Quase metade deste valor - R$ 347,3 milhões - foi destinada a projetos apresentados por cooperativas.

“Os contratos firmados com as cooperativas demonstram não só a pró-atividade do banco em atender as demandas do setor, como a pujança destas empresas que souberam agregar valor aos produtos com a industrialização e hoje despertam o orgulho do Estado”, disse.

O diretor de Acompanhamento e Recuperação de Créditos do BRDE, Nivaldo Assis Pagliari, informou que o banco fechou 1.441 contratos no primeiro semestre com empreendedores do Paraná. “Isso evidencia a pulverização do crédito e a vocação do banco em atender todos os segmentos produtivos da economia paranaense”, apontou

continua após publicidade
As cooperativas atendidas pelos contratos de financiamento são: Cooperativa Agroindustrial Nova Produtiva, de Astorga; Frimesa Cooperativa Central, de Medianeira; Cotriguaçu Cooperativa Central, de Cascavel; Coodetec Cooperativa Central de Pesquisa Agrícola, de Cascavel; Copacol Cooperativa Agroindustrial Consolata, de Cafelêndia; Unitá Cooperativa Central, de Ubiratã; Coasul Cooperativa Agroindustrial, de São João; Cooperval Cooperativa Agroindustrial Vale do Ivaí, de Jandaia do Sul; Cooperativa Agroindustrial Lar, de Medianeira; Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento Econômico de Marechal Cândido Rondon (Cercar); C Vale Cooperativa Agroindustrial, de Palotina; Coamo Agroindustrial Cooperativa, de Campo Mourão; Cooperativa Agropecuária Castrolanda, de Castro; e Cooperativa Agrária Agroindustrial, de Entre Rios, distrito de Guarapuava.

MBC – Durante a abertura do Fórum, João Paulo Koslovski anunciou a doação de R$ 900 mil, por 15 cooperativas estaduais, ao Programa Modernizando a Gestão Pública, do Governo do Estado. O programa tem como foco a melhoria no controle das despesas estaduais e é desenvolvida em parceria com o Movimento Brasil Competitivo (MBC).

“Agradeço o apoio das cooperativas por demonstrarem sensibilidade no processo de modernização da máquina administrativa estadual, com ações como a redução nos gastos de custeio, o estabelecimento dos contratos de gestão e a transparência nos contratos e licitações”, afirmou o governador.

FÓRUM – O Fórum de Presidentes das Cooperativas Paranaenses, que encerra nesta terça-feira (31), promove palestras sobre o setor, homenagens pela passagem do Ano Internacional das Cooperativas, escolhido pela Organização das Nações Unidas para ser comemorado em 2012. No encontro também será feita a entrega do 9º Prêmio Ocepar de Jornalismo.