Geral

Porto prepara melhoria no corredor de exportação

Da Redação ·
Porto de Paranaguá prepara para agosto melhoraria no corredor de exportação
fonte: Arquivo
Porto de Paranaguá prepara para agosto melhoraria no corredor de exportação

O superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Dividino, anunciou que a licitação para aumentar a capacidade do corredor de exportação deve ser publicada no mês que vem. Ele participou na manhã desta segunda-feira (09) do Fórum Futuro 10 Paraná e da reunião do Conselho Temático de Infraestrutura da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep). Com o repotenciamento do corredor de exportação, a capacidade de escoamento, de armazenagem e de descarga de caminhões será aumentada para elevar a produtividade em 30%. A primeira etapa do projeto deve receber investimento de R$ 76 milhões. Dividino explicou que há outros planos para a modernização e ampliação da capacidade de atendimento dos portos. “A curto prazo, podemos falar da dragagem, do repotenciamento do corredor de exportação e a ativação das correias do terminal público de fertilizantes, cujo pedido de alfandegamento já foi feito na semana passada”, disse. PLANEJAMENTO – O superintendente enfatizou que muitos dos problemas vividos nos portos são decorrentes da falta de planejamento. A Appa já finalizou o novo Plano de Zoneamento e Desenvolvimento do Porto de Paranaguá (PDZPO), que está sob análise do Conselho de Autoridade Portuária (CAP). “É a primeira vez que o PDZPO é feito de maneira integrada com um relatório ambiental. Ele é importante e estratégico, porque mostra para a sociedade o que o porto pretende fazer nos próximos anos. Também estabelece obrigações para o gestor, evitando a perda de continuidade dos projetos”, disse. O presidente da Fiep, Edson Luiz Capagnolo, disse que o setor produtivo paranaense representado na reunião está disposto a auxiliar a administração dos portos a viabilizar os projetos de melhoria e expansão. “A indústria não tem partido político. Buscamos trazer riqueza e desenvolvimento para o nosso Estado”. O presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Edson José Ramon, disse que nunca percebeu tanta interação entre poder público e privado no Paraná. “O superintendente deixou claro que medidas para melhorar a situação dos portos estão sendo encaradas com muito profissionalismo. Temos convicção que gestões como esta são muito importantes para superar as dificuldades”, afirmou Ramon.  

continua após publicidade