Geral

Justiça decreta prisão de suspeito de estuprar e matar criança

Da Redação ·
No início da semana a Polícia Civil divulgou um retrato falado do suspeito
fonte: Polícia Civil
No início da semana a Polícia Civil divulgou um retrato falado do suspeito

A Justiça de Sarandi, na região metropolitana de Maringá, decretou ontem (27) a prisão temporária (30 dias) de um pedreiro de 43 anos suspeito do rapto, estupro e assassinato da estudante Beatriz Pacheco, 10 anos. Ele foi reconhecido por duas crianças (uma delas é um primo de Beatriz) que teriam presenciado o momento em que a menina foi raptada, no dia 17 de junho. De acordo com o delegado José Maurício de Lima Filho, o suspeito mora em uma chácara em Maringá, mas já residiu no mesmo bairro onde o ocorreu o crime. No início da semana a Polícia Civil divulgou um retrato falado do suspeito.

continua após publicidade