Geral

Estado vai investir R$ 137 milhões na compra de viaturas para polícia

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Estado vai investir R$ 137 milhões na compra de viaturas para polícia
fonte: AEN
Estado vai investir R$ 137 milhões na compra de viaturas para polícia
continua após publicidade
O Governo do Estado vai investir R$ 137,5 milhões na compra de 1.255 veículos para a Secretaria de Segurança Pública. A autorização para abertura da licitação foi assinada pelo governador Beto Richa na última sexta-feira (22/06). “Esta é uma das ações previstas no programa Paraná Seguro, e uma necessidade para reforçar o policiamento em todas as regiões do Estado”, destacou o governador.  O edital de licitação deve ser lançado nos próximos dias pela Secretaria da Administração e Previdência. Serão adquiridos veículos leves e médios, além de furgões, todos com tecnologia embarcada. As novas viaturas vão ajudar a recompor a frota e também serão usadas nos módulos móveis, que são unidades formadas por um furgão, viatura e duas motocicletas.  A compra de novas viaturas faz parte do plano de ações do programa Paraná Seguro, lançado no segundo semestre do ano passado. Ao todo, está prevista a aquisição de 3.200 novas viaturas. Os carros devem ser equipados com novos sistemas de informação. “Com nova tecnologia embarcada o trabalho policial fica mais seguro e ágil”, destaca o secretário da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César.  Ele ressalta que a autorização para a compra de viaturas é mais um passo para consolidar o programa Paraná Seguro. Segundo Almeida César, a contratação de 3.120 policiais, integrados ao sistema de segurança em maio, foi outra medida relevante para dar suporte ao combate à criminalidade.  Almeida César lembrou também que o governador Beto Richa autorizou a implantação de novos batalhões da Polícia Militar. O Batalhão de Fronteira será instalado em Marechal Cândido Rondon e será uma unidade de elite da PM, com foco na repressão aos crimes de tráfico de drogas, armas e munições, na fronteira do Estado. Outra unidade ficará no bairro Cidade Industrial de Curitiba (CIC), onde vivem mais de 200 mil pessoas, e uma terceira vai ser instalada em Colombo.  MODERNIZAÇÃO – “Há um esforço do governo estadual para recompor a estrutura da segurança pública, que estava desmantelada, e valorizar o trabalho policial”, afirma o secretário. A meta é contratar 10 mil novos policiais civis e militares e bombeiros nos próximos três anos.  Outras medidas destacadas por ele são: o concurso público para contratação de 400 delegados; e a implantação do pagamento da remuneração dos policiais por subsídio. “Estas medidas atendem aos anseios dos policiais”, disse. “Pagamos um dos melhores salários do Brasil na área de segurança pública”.  Almeida César ressaltou que o governo também criou o Fundo Estadual de Segurança Pública para dar suporte às ações do Paraná Seguro. Até 2014, o programa estabelece a criação de 400 módulos policiais móveis. Além disso, o plano contempla a construção de 95 novas delegacias e a instalação de cinco bases de helicóptero para ações de socorro, resgate, polícia e fiscalização. A primeira base será instalada em Londrina, no mês de julho.  CADEIAS - Outra meta do governo é acabar com a superpopulação de presos em carceragens de delegacias. Desde janeiro de 2011, 5.543 detentos condenados já foram transferidos para presídios no Paraná, segundo a Secretaria de Estado da Justiça. Somente este ano, foram 1.597 transferências.  Até o final de 2013, todos os presos condenados que estiverem abrigados nas 29 carceragens geridas pela Secretaria da Segurança Pública devem ser transferidos para o Sistema Penitenciário Estadual. Com isso, a responsabilidade de guarda fica a cargo da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos.  Para dar suporte às transferências, o Paraná terá mais 14 estabelecimentos penais. Eles vão somar 6.348 novas vagas ao sistema penitenciário estadual. Os investimentos previstos são de R$ 160 milhões. Deste total, R$ 130 milhões são do Ministério da Justiça.
Confira a galeria de fotos desta notícia: