Geral

Polícia libera suspeito de matar menina de 10 anos por falta de provas

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Polícia libera suspeito de matar menina de 10 anos por falta de provas
fonte: Arquivo pessoal
Polícia libera suspeito de matar menina de 10 anos por falta de provas
continua após publicidade

O pedreiro detido na quarta-feira (20), acusado de ter violentado e estrangulado uma menina de 10 anos em Sarandi,  foi liberado por falta de provas. O senhor de 44 anos, havia sido denunciado pela própria enteada. Ela o acusou pelo assassinato de Beatriz Silva Pacheco Gonçalves.  A jovem informou a polícia que o padrasto chegou em casa por volta das 11h30 de segunda-feira (18), com as roupas sujas, embriagado e com marcas de arranhões nos braços e nas costas. Ela também revelou que ele aparentava nervosismo e chegou a dizer que havia feito uma “coisa muito grave”. Além do relado da enteada, a polícia analisou que as características físicas do suspeito coincidem com as que foram relatadas pelo primo da vítima, que viu o acusado.