Geral

Marido de Bismarchi disse ter acompanhado autópsia de Angelina

Da Redação ·
 Angelina Filgueiras morreu na noite de sexta-feira (15) após uma briga com o ex-marido Márcio Luiz Dias Fonseca, que também morreu na discussão.
fonte: Arquivo pessoal
Angelina Filgueiras morreu na noite de sexta-feira (15) após uma briga com o ex-marido Márcio Luiz Dias Fonseca, que também morreu na discussão.
continua após publicidade
O marido da modelo Ângela Bismarchi, o cirurgião plástico Wagner de Moraes, contou nesta segunda-feira (18) que acompanhou a autópsia do corpo da cunhada, a policial federal Angelina Filgueiras, que morreu na noite de sexta-feira (15) após uma briga com o ex-marido Márcio Luiz Dias Fonseca, que também morreu na discussão. O cirurgião revelou que o tiro que Angelina levou no peito foi à queima-roupa. De acordo com ele, a bala fez uma perfuração no lado direito do peito de Angelina e saiu na parte esquerda das costas: “A lesão foi compatível com suicídio como também com outra possibilidade de disparo”, afirmou. Moraes contou também que Márcio Luiz o procurou antes do crime, dizendo que queria conversar com ele e que o casal teria tido uma briga no dia anterior, por causa do namoro dela com Jolmar Alves Milato, único sobrevivente. “Fui até a casa dela e depois fui para minha casa. Fui chamado depois da tragédia até a casa de Angelina. Encontrei o Márcio caído no banheiro e a Angelina tinha sido socorrida para o hospital. Perdi dois irmãos: a Angelina e o Márcio", finalizou.