Geral

Assassino de Décio Sá confessa mais de 20 crimes

Da Redação ·
continua após publicidade

Um dos suspeitos, presos nesta quarta-feira (13) no Maranhão, confessou ser o assassino do jornalista Décio Sá, morto no dia 23 de abril.

O atirador Jonathan Silva, 24 anos, contou a polícia que cometeu mais de 20 assassinatos, todos por encomenda. Segundo ele o valor pago pela morte de Sá foi de R$ 100 mil.

De acordo com a polícia, um grupo de agiotas teriam contratado os serviços de Jonathan, para matar Décio Sá, porque o jornalista vinha denunciando a quadrilha. Sete integrantes foram presos, entre eles, Fábio Aurélio do Lago, que teve a casa invadida pela polícia, enquanto dormia.

Além da agiotagem, Décio Sá também fazia denúncias sobre negociatas do grupo junto a prefeituras do Maranhão, Pará e Piauí.

A PM do Maranhão informou que o assassino contou que matou o jornalista com uma arma fornecida pelo capitão da PM Fábio Aurélio Saraiva, que também foi preso na quarta-feira (13).