Geral

Polícia prende sete suspeitos de participação na morte de jornalista no Maranhão

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Polícia prende sete suspeitos de participação na morte de jornalista no Maranhão
fonte: Divulgação
Polícia prende sete suspeitos de participação na morte de jornalista no Maranhão
continua após publicidade
A operação "Detonando" realizada pela polícia do Maranhão, na manhã de desta quarta-feira (13), prendeu sete pessoas envolvidas na morte do jornalista Décio Sá. As investigações chegaram até dois empresários do Pará, um de Santa Inês, no Maranhão, e dois de seus assessores, um subcomandante do Choque da Polícia Militar e o assassino de Décio. De acordo com informações da polícia, os empresários do Pará seriam do ramo de fornecimento de merenda escolar, e o outro, de Santa Inês, seria do ramo de revenda de veículos. O subcomandante da Polícia Militar teria emprestado a arma que foi usada para matar o jornalista. O autor dos cinco disparos que mataram Décio de Sá está entre os presos. Ele tem 24 anos e é do Estado do Pará. Ainda segundo a polícia, as características do executor conferem com as mostradas no retrato falado, divulgado no dia 1º deste mês, mas ele estaria com os cabelos cortados. Os outros presos são das cidades de Santa Inês, Zé Doca e São Luís, no Maranhão.
 
Nesta terça-feira, um dos suspeitos foi executado com cinco tiros, dentro da própria casa. Valdênio José da Silva, havia sido preso acusado de ajudar na fuga do assassino.