Geral

Inscrições para o concurso de promotor público começam nesta segunda

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Inscrições para o concurso de promotor público começam nesta segunda
fonte: Arquivo
Inscrições para o concurso de promotor público começam nesta segunda
continua após publicidade
Serão abertas nesta segunda-feira (4) e vão até o dia 27 as inscrições para o concurso para defensor público do Paraná. São 197 vagas, às quais podem concorrer bacharéis em Direito com registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e dois anos de experiência na área jurídica. Será o primeiro concurso da Defensoria Pública do Paraná. Até o dia 15, será publicado edital do concurso para o quadro geral do órgão, com 532 vagas de nível superior e médio. 
 
Os dois concursos, autorizados pelo governador Beto Richa em março, vão garantir a contratação de pessoal efetivo e a interiorização da Defensoria Pública, criada no ano passado, depois de duas décadas de espera. Os novos defensores irão substituir os assessores jurídicos que foram contratados por processo simplificado. O cargo de defensor público terá remuneração inicial de R$ 10.684,38. 
 
PROVAS – O I Concurso Público de Provas e Títulos da Defensoria Pública do Paraná reserva 10 vagas para pessoas com deficiência e 20 para os afrodescendentes. Os aprovados serão distribuídos por todas as comarcas paranaenses. 
 
Os candidatos passarão por três etapas de provas: uma objetiva, duas discursivas e prova oral e de títulos. As inscrições serão realizadas, exclusivamente, pelo site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br), até o dia 27. Para participar, os interessados deverão efetuar o pagamento da taxa de inscrição, de R$ 200, por boleto bancário. Informações podem ser obtidas no site http://www.defensoriapublica.pr.gov.br/. 
 
QUADRO GERAL – As 158 vagas de ensino médio serão para técnicos em informática, técnicos administrativos, técnicos em redes de computadores e técnicos de recursos humanos. As 374 para nível superior estão distribuídas nas áreas de administração, biblioteconomia, contabilidade, economia, informática, psicologia, serviço social, psiquiatria, medicina clínica, estatística, assessor jurídico, comunicação social, jornalismo, engenharia, sociologia e secretariado executivo. 
 
De acordo com a defensora pública-geral, Josiane Fruet Lupion, a folha salarial dos contratados será de aproximadamente R$ 30 milhões e será custeada com recursos próprios da Defensoria. Ela afirma que a contratação de pessoal efetivo permitirá expandir o atendimento e o acesso à Justiça. Estima-se que cerca de 90% dos acusados de crimes não tenham condições financeiras para pagar um advogado.