Geral

Mulheres vão as ruas de São Paulo protestar na Marcha das Vadias

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Mulheres vão as ruas de São Paulo protestar na Marcha das Vadias
fonte: Fábio Tito/G1
Mulheres vão as ruas de São Paulo protestar na Marcha das Vadias
continua após publicidade
Centenas de pessoas se reuníram neste sábado (26) na Avenida Paulista para a segunda edição da Marcha das Vadias, protesto contrário ao machismo que teve origem no Canadá e se espalhou pelo mundo. Algumas participantes do protesto marcharam com os seios de fora ou vestindo lingerie, exigindo liberdade na maneira de se vestir. Segundo pessoas que participaram da organização, às 13h30 o ponto escolhido para o início da passeata já reunía mais que as cerca de 300 pessoas que participaram no ano passado. Policiais que acompanhavam a movimentação no canteiro central da Paulista estimaram a participação de cerca de 200 pessoas no mesmo horário, mas o número parecia crescer a cada minuto com a chegada de mais gente. O evento em São Paulo criado no Facebook tinha mais de 1.500 presenças confirmadas, segundo Maiara. Em 2011, o protesto também desceu a Augusta e parou em frente ao clube de comédia stand-up Comedians, por conta de um comentário do comediante Rafinha Bastos que foi considerado preconceituoso. Bastos é um dos donos do estabelecimento.