Geral

Governo quer ensino integral em 300 municípios do Estado

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Governo quer ensino integral em 300 municípios do Estado
fonte: AEN
Governo quer ensino integral em 300 municípios do Estado

O governador em exercício Flávio Arns reafirmou nesta sexta-feira (25/05), em Pato Branco, na região Sudoeste, o compromisso do governo estadual de ampliar as atividades de contraturno e investir em educação em tempo integral nas escolas estaduais. De acordo com ele, a meta é implantar educação em tempo integral em 300 municípios paranaenses. Hoje, 1.850 das 2,2 mil escolas da rede estadual já oferecem alguma atividade em contraturno, mas o governo trabalha para ampliar a oferta.  Arns destacou os investimentos realizados pelo Estado para melhorar a infraestrutura das unidades de ensino e, assim, oferecer um ensino de melhor qualidade. “Temos investimentos anunciados e programados que irão melhorar consideravelmente as estruturas físicas das escolas. Educação é a prioridade absoluta do governo, que investe na reforma, ampliação e construção de centenas de escolas”, disse Arns, que também é secretário de Educação.  O governador em exercício visitou os colégios estaduais Rui Barbosa, Carlos Gomes, Carmela Bortot, São João, São João Bosco e São Roque, além do Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos (CEEBJA) de Pato Branco. “Fiz essas visitas para conhecer a realidade e as necessidades de cada escola. Queremos valorizar quem faz a educação, com maiores salários, oferta de cursos e construção de salas”, disse.  Arns afirmou que a intenção do governo e ampliar o tempo de permanência do aluno na escola. “Só assim ele estará longe de problemas como drogas e violência. O contraturno e o ensino integral são realidades no Paraná”, disse. O governador enumerou ainda avanços no transporte e na alimentação escolar, na formação dos profissionais da educação e aumento da oferta de línguas estrangeiras, além do fortalecimento da educação profissional e da alfabetização.   

continua após publicidade