Geral

Trabalho de professor da UEM é capa da revista Analyst

Da Redação ·
 Dispositivo está na capa da ultima edição da revista Analyst
fonte: Divulgação
Dispositivo está na capa da ultima edição da revista Analyst
continua após publicidade
O professor doutor Jesuí Vergilio Visetainer desenvolveu um trabalho que acabou virando capa da última edição da renomada revista internacional Analyst. As pesquisas de Visetainer criaram um dispositivo inédito, que promete simplificar a análise de componentes químicos de diferentes matrizes. o equipamento é o resultado de um estudo de pós-doutorado, que o professor do Departamento de Química da Universidade Estadual de Maringá realizou na Universidade Estadual de Campinas, sob orientação do professor doutor Marcos Nogueira Eberlin. Visentainer explica que o equipamento é uma versão simplificada e portátil, constituindo uma fonte de ionização e dessorção de amostras para a análise por espectrometria de massas ou outros métodos que envolvam a aplicação de amostras via spray. Ele elimina a necessidade de cilindros de gás de laboratório, reguladores e acessórios de grande porte, o que lhe garante versatilidade e economia, ideal para o uso de espectrômetros de massas comerciais e portáteis. A aplicação do invento é grande. O pesquisador cita, por exemplo, que ele pode ser usado em competições esportivas para a realização de exame antidoping, agilizando o resultado de maneira muito prática. O material analisado é recolhido através do equipamento e pulverizado, por exemplo, num espectrômetro portátil. Em cerca de 30 minutos o exame está pronto.  O dispositivo é bem simples, inclui uma lata de spray, um tubo de silicone do tipo usado em hospitais como mangueira para soro, uma agulha injetável e um capilar de coluna cromatográfica (foto abaixo). Em fevereiro deste ano, foi realizado um depósito de patente do equipamento, parceria entre a Unicamp e a UEM, no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). O pedido foi protocolado sob o nome comercial 57_Venturi. E, segundo o professor da UEM, já há empresas interessadas em produzi-lo.