Geral

CMTU suspende contrato com Ecosystem a pedido da justiça

Da Redação ·
continua após publicidade
A  Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina (CMTU) deverá suspender o contrato com a Ecosystem, contratada para compactar resíduos recicláveis por R$ 43 mil mensais. O motivo seria a Ong Meio Ambiente Equilibrado (MAE), que obteve no Tribunal de Justiça do Paraná decisão que determina que a CMTU interrompa o contrato. A multa é de R$ 10 mil ao dia em caso de descumprimento.  A ação demonstra que a Ecosystem possuía dívidas trabalhistas no momento da contratação, motivo que, segundo o próprio edital da CMTU, proíbe a atuação da empresa A Ong MAE também defende que a compactação pela Ecosystem afeta a separação para a reciclagem na cidade. Depois de recolhidos, os materiais são prensados pelos caminhões da terceirizada, semelhantes aos de lixo comum, misturando e danificando resíduos, impedindo a posteriormente triagem pelas cooperativas de reciclagem. O processo gera grande quantidade de rejeitos e atrapalha o trabalho dos recicladores. Antes da Ecosystem, o trabalho era desenvolvido pelos próprios catadores, sem compactação e com aproveitamento máximo dos resíduos. A Ong MAE defende que o recolhimento deva voltar para a responsabilidade das cooperativas de reciclagem.