Geral

Flatulência dos dinossauros pode ter contribuído para aquecimento da Terra

Da Redação ·
 Segundo pesquisa, os dinossauros produziam 520 milhões de toneladas de gás anualmente
fonte: Arquivo
Segundo pesquisa, os dinossauros produziam 520 milhões de toneladas de gás anualmente
continua após publicidade
Pesquisadores da Inglaterra publicaram um estudo no qual constam dados sobre o fim dos dinossauros. Segundo a pesquisa, os dinossauros produziam 520 milhões de toneladas de gás anualmente.
 
Eles acreditam que o gás liberado pelos animais pode ter sido um dos principais fatores que causaram o aquecimento da atmosfera há cerca de 150 milhões de anos, durante a Era Mesozóica.
 
Os saurópodes, como os da espécie Apatosaurus louise (que já foi chamada de Brontossauro), incluíam alguns dos maiores animais que já viveram na Terra. Eles eram grandes animais terrestres com pescoços e caudas compridos e cabeças relativamente pequenas e eram herbívoros.
 
Os pesquisadores utilizaram dados sobre as emissões de gases de bois e vacas, que atualmente contribuem com uma parte significativa dos níveis globais de metano, para estimar como os saurópodes poderiam ter afetado o clima.
 
Os cálculos consideraram a população total estimada de dinossauros no planeta e usaram uma escala que liga a biomassa ao nível de emissão de metano do gado.
 
As atuais emissões de metano no mundo totalizam cerca de 500 milhões de toneladas anuais, que vêm de uma combinação de fontes naturais como animais selvagens e atividades humanas como a produção de laticínios e carne.
 
Com informações da BBC.