Geral

Nelson Brandão confirma ter feito proposta à Eloir Valença

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Nelson Brandão confirma ter feito proposta à Eloir Valença
fonte: Divulgação
Nelson Brandão confirma ter feito proposta à Eloir Valença
continua após publicidade
Nelson Brandão, ex-secretário municipal, confirmou que se reuniu com o vereador afastado, Eloir Valença (PHS), para oferecer apoio do PSC, partido em que está filiado. A conversa teria acontecido há cerca de dois meses no gabinete do professor na Câmara Municipal de Londrina.
Brandão disse ter feito uma proposta normal. "Não havia nenhuma vantagem financeira, simplesmente o acolhimento do partido dele junto ao nosso partido", afirmou. Eloir Valença foi indiciado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) por corrupção ativa e formação de quadrilha. Ele teria entrado na base aliada do prefeito Barbosa Neto no Legislativo em troca de apoio financeiro durante a campanha eleitoral. Depois de quatro dias preso, ele foi liberado na última sexta-feira (4). Um dia depois, deu uma coletiva e negou que tenha recebido qualquer tipo de proposta de propina de assessores do prefeito. Ainda afirmou que teria sido assediado por demais partidos, entre eles o PSC e o PMN. A direção do PSC negou qualquer convite ao vereador afastado, segundo informou o blog Paçoca com Cebola, mas Brandão assumiu que fez a sondagem. Ele garantiu que foi uma proposta normal que todo partido faz quando negocia uma coligação ou um apoio a um determinado candidato. Caso Eloir Valença tivesse feito o acordo com o PSC, também teria que votar contrariamente à comissão processante (CP) que vai investigar Barbosa Neto. Nelson Brandão já foi secretário municipal de Obras e Pavimentação e presidente da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), ambos os cargos ocupados durante o governo de Barbosa Neto. Ele foi exonerado pelo prefeito e afirma que cometeu um erro ao ingressar na administração pedetista. "Eu nunca concordei com atos de desonestidade e de má gestão de recursos públicos. Tenho tentado corrigir meu erros, eu errei demais ao pedir apoio para essa administração, quero ver se tento corrigir esses erros", comentou em entrevista à rádio CBN. O outro partido que teria procurado Eloir Valença seria o PMN, cujo o presidente é o ex-secretário municipal de Defesa Social, Benjamin Zanlorenci, também demitido por Barbosa Neto e responsável pelo pedido de abertura da CP contra o prefeito. Ele foi procurado pela reportagem de odiario.com, mas não atendeu ao celular.