Geral

Arábia Saudita permite entrada de familiares de bin Laden

Da Redação ·

A Arábia Saudita permitiu a entrada da família do líder da al Qaeda, Osama bin Laden, no país devido a questões humanitárias, informou a imprensa estatal no sábado, quase um ano depois de forças especiais norte-americanas terem matado o homem mais procurado do mundo no Paquistão.

continua após publicidade

O Paquistão deportou a família nesta semana, encerrando meses de especulações sobre o destino de suas espostas e filhos, que haviam sido detidos por forças de segurança paquistanesas após o evento em 2 de maio.

Uma autoridade saudita disse, segundo a Saudi Press Agency (SPA), que a família chegou ao país na quinta-feira.

continua após publicidade

"A organização da viagem da família de Osama bin Laden foi facilitada com base no pedido da família na Arábia Saudita", disse a autoridade.

"A Arábia Saudita lidou com a questão seguindo bases humanitárias, legais e administrativas", informou o relatório.

Uma corte paquistanesa sentenciou as mulheres a 45 dias de prisão neste mês por entrarem no Paquistão ilegalmente e ordenou sua deportação após o final do período de prisão, que começou em 3 de março.

continua após publicidade

O relatório saudita não informou quantos membros da família haviam chegado a Jedá, mas informações anteriores sugerem que três viúvas, sete filhos e quatro netos foram deportados.

(Reportagem de Asma Alsharif e Sami Aboudi)