Geral

Justiça decreta prisão de policiais envolvidos em abuso sexual

Da Redação ·
  laudo confirmou que os policiais do Batalhão de Choque teriam abusado da mulher moradora da Rocinha
fonte: Arquivo
laudo confirmou que os policiais do Batalhão de Choque teriam abusado da mulher moradora da Rocinha
continua após publicidade
A Justiça do Rio de Janeiro determinou a prisão temporária dos policiais envolvidos em um caso de abuso sexual a uma moradora da Rocinha, no Rio de Janeiro.
 
O crime aconteceu na noite de quarta-feira (18). A mulher de 36 anos que denuncia os policiais tinha furtado a bolsa de uma outra moradora da Rocinha, e foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML). O laudo confirmou que os policiais do Batalhão de Choque teriam abusado da mulher.
 
Os policiais Renan Ribeiro de Souza, Cid Lima dos Santos e Rodrigo Bernardo Gama de Almeida foram indiciados na 14ª DP (Leblon) por estupro e tortura.
 
Ela diz que foi amarrada dentro de casa, pelo PM Cid Lima dos Santos. Em seguida, o PM Renan Ribeiro de Souza a teria atingido com socos, chutes e golpes com toalha molhada. O mesmo policial, ainda de acordo com o depoimento, teria cometido uma agressão sexual contra a mulher. O terceiro PM indiciado, Rodrigo Bernardo Gama de Almeida, também estava na casa quando aconteceram as agressões.
 
A vítima das supostas agressões, que confessou ter furtado uma bolsa, está presa na carceragem da 14ª DP (Leblon). Ela contou ainda que os policiais fizeram várias ameaças, inclusive dizendo que iriam matar seus parentes, caso revelasse na delegacia as agressões que sofreu.
 
Con informações do G1